Português
Português, 19.11.2020 22:00, santosmanuele19

A capacidade de avaliar os outros é indispensável no convívio social. É com base nessa avaliação que concluímos se tal pessoa vai nos ajudar ou nos atrapalhar. A confiança é construída a partir desse julgamento. Seres humanos adultos fazem essa avaliação baseados na observação das atitudes do outro, tanto pelo convívio direto como observando seu comportamento com terceiros. Se vemos uma pessoa ajudando um idoso a atravessar a rua, a classificamos como “bem-intencionada”. Se presenciamos um ato de agressão, tendemos a desconfiar do agressor. A maioria das pessoas reconhece que sua capacidade de avaliação é fruto do aprendizado resultante das diversas experiências acumuladas ao longo da vida. A novidade é que uma série de experimentos com crianças de seis meses demonstrou que elas também já são capazes de fazer esse tipo de julgamento. O experimento é muito simples. Crianças de seis a dez meses, sentadas no colo de seus pais, são colocadas diante de um pequeno palco. Quando a cortina se abre, elas assistem a uma pecinha de teatro de menos de trinta segundos. No cenário há uma montanha. Na base da montanha, uma bola vermelha, com dois grandes olhos, tenta escalá-la. A cada tentativa, ela acaba escorregando e voltando para o pé da montanha. Em uma primeira versão da peça, neste momento surge um segundo personagem, agora um triângulo amarelo com dois olhos, que ajuda a bola vermelha a subir a montanha empurrando a bola ladeira acima (o colaborador). Com essa ajuda, a bola vermelha atinge o topo. Na segunda versão da peça, após diversas tentativas da bola de subir sozinha a montanha, surge um quadrado azul (o “atrapalhador”), que, cada vez que a bola tenta subir, a empurra de volta para baixo, garantindo que ela não atinja o alto da montanha.
Cada criança assiste às duas cenas diversas vezes até perder o interesse pelo que está ocorrendo no palco (em geral isso se dá depois de nove exibições). Nesse momento a cortina se fecha e os personagens colaborador e atrapalhador são colocados em uma bandeja e oferecidos à criança como um brinquedo. Em mais de 80% dos casos, as crianças escolhem o colaborador. (...)
Todos confirmaram o resultado principal: crianças de seis meses são capazes de distinguir personagens colaboradores de personagens atrapalhadores e, uma vez convidadas a optar por eles, preferem os “colaboradores”.
Dois fatos são importantes nesse experimento. O primeiro: como as crianças nunca tinham vivido essa experiência, o experimento sugere que a capacidade de escolha já está codificada em nosso cérebro quando nascemos, o que corrobora a ideia de que parte de nossos códigos morais tem uma base biológica e foi selecionada para facilitar as interações sociais. O segundo: como a escolha é feita entre personagens que não interagem diretamente com a criança, o experimento demonstra que já aos seis meses somos capazes de avaliar o caráter de terceiros observando seus atos, sem precisarmos interagir com a pessoa avaliada.

a) Descreva, com suas palavras, a conclusão da pesquisa relatada acima.
b) Qual foi a metodologia utilizada nesta pesquisa?
c)Qual foi o resultado relatado pelos pesquisadores?

a pergunta não é de português coloquei isso pq não sabia exactamente em qual matéria se encaixa

answer
Respostas totais: 1
Ver

Other questions on the subject: Português

image
Português, 15.08.2019 01:07, melissamoraes402
Converse com o professor e os colegas e levante hipóteses: qual é a função, no texto, de expressões como é necessário , é importante , aconselha-se , deverá, entre outras ? por favooorrr​
Total de respostas: 1
image
Português, 15.08.2019 01:04, thayaraoliversantos
Me ajudem pfv: identifique o sugeito das orações, classifique-os e escreva seu núcleo: a) a flor vermelha secoub)ela trouxe um livro novoc)sou comportadotem mais orações, mas só é presiso estas pra eu indentificar as outras~ {\ _ /} ( * · *)/> ❤< \ ​
Total de respostas: 3
image
Português, 15.08.2019 01:00, FerSilva2403
2. qual é a critica feita pelo narrador à atitude do pai de augusto? puna explicar seu raciocinio, o narrador define o amor por meio de duas metáforas. quaisso elas? explique por que essas metáforas ajudam o narrador a explicitar a inadequação da atitudedo pai de augustod qual seria a melhor atitude a ser tomada, segundo o narrador? 1. o narrador descreve o sentimento que se apossou de augusto. transcreva em seu cadernoa passagem em que isso ocorre.qual é a concepção de amor sugerida por essa descrição? 4. saber que carolina sofre com sua ausência é motivo de angústia para augusto. como onarrador mostra os efeitos dessa constatação sobre o rapaz? explique de que maneira a descrição das atitudes de augusto em seu cativeiro" exemplificaa metáfora do amor como um "menino doidinho em​
Total de respostas: 1
image
Português, 15.08.2019 00:58, Kauanyavakins
Qual a inteção do marketing do desejo
Total de respostas: 3
Você sabe a resposta correta?
A capacidade de avaliar os outros é indispensável no convívio social. É com base nessa avaliação que...

Questions in other subjects:

Konu
Português, 02.06.2016 16:32
Konu
Biologia, 17.08.2016 04:12
Respostas e perguntas no site: 24465206